Richie Ramone passou pelo Brasil com uma turnê para divulgar seu novo albúm Cellophane. Você vai descobrir o que ele contou sobre ser um Rock Star. Vem conferir!

9. setembro 2016 19:45 | Texto por Leticia Gois

 

Se você é fã de Ramones, vai gostar muito de saber que tivemos uma conversa com o baterista Richie Ramone. A lenda ainda está bem viva para os que amam ROCK! Um dos poucos da banda Ramones que ainda está fazendo historia, veio para o Brasil fazer uma turnê brasileira no final de agosto e começinho do mês, com um novo disco solo lançado esse ano chamado "Cellophane". Depois de 4 anos de Ramones, o músico falou sobre  o processo de criação e de composição do novo álbum, a versão de “Enjoy The Silence” do Depeche Mode e revelou que quis trazer um novo tipo de estrutura  para as novas músicas.

Ele lançou o seu primeiro álbum solo “Entitled”, em 2013, e em 2012 tocou no Brasil, na mesma época em que outro baterista da banda Marky Ramone estava presente por aqui. Você sabe porque ele saiu da banda? Sua saída foi em agosto de 1987, após os três membros da banda negarem dividir com ele o dinheiro da venda das camisetas da banda, que, segundo ele, rendia muito dinheiro. 

Fomos até a hamburgueria Rock'n'Roll Burger, na Rua Augusta, 538, aqui em Sampa e como muita simpatia fomos recebido pelo Richie de forma tão simpática que deu vontade de ficar lá perguntando mil coisas mesmo com meu inglês não sendo mil maravilhas.

HCNOAR: Você está fazendo vários shows pelo país, teve até tarde de autógrafos. Diversos artistas de vários ritmos dizem que o público brasileiro é diferente. Você concorda com isso e porquê? O que mais gosta ou gostou daqui?  

RICHIE: O público brasileiro é diferente, eles são muito potentes, gostam de se divertir. Os Ramones estão no sangue deles, é isso que os deixa especiais. Eu quero dizer, gerações do Brasil, Argentina, todo lugar por aqui fazem sentir como se os Ramones fossem como um de vocês. É isso que faz deles importantes. Eu gosto de vir pra cá pelos fãs, pela comida, eu amo a comida aqui, a carne. Eu não sei, é ótimo. Eu não vinha pra cá há 4 anos e eu senti falta, então espero estar de volta em um ano. 

Confere o vídeo "Promo" da turnê: 

Acredito que todos nós temos um sonho, seja de ser Advogado, Doutor, Policial ou um Rock Star. Da mesma forma que temos um objetivo, sabemos que neles existem barreiras que ou nos fazem parar, ou nos fazem crescer. O Richie escolheu ser um Rock Star, e nos contou a dificuldade desse sonho. "Você não pode sair e planejar ser um rock star, primeiro você tem que fazer a música. Sabe, o que acontece depois disso, acontece. O quão longe você chega. Você só tem que ser você mesmo, ser original, não ser a cópia de alguém. Se você tem algo de diferente, é assim que você acaba sendo um rock star. Você tem que continuar se esforçando. Tem muitas bandas no mundo, milhares de bandas, é muito difícil de chegar ao topo. E aqui eu sinto como se estivesse no topo. É por isso que venho pra cá" - completa ele.

HCNOAR: Você vive o rock por décadas, e já viajou pelo mundo. Você ainda o vê como agente transformador para os jovens como antigamente?

RICHIE: Não, eu não acho. Especialmente na América, o rock não é mais o número um. É mais hip hop, dance music, pop. Nos anos 80 rock & roll era o número 1 no rádio e tudo, não é mais a mesma coisa. Mas ainda tem muitos jovens que querem ver rock & roll, então é por isso que a gente está aqui pra ajudar, para que eles possam se divertir. Muitas pessoas só gostam de ir dançar agora, eles vão para a balada e dançam. Mas tudo bem, eles fazem o que quiserem fazer. 

Se você não conseguiu ir em nenhum dos shows, aproveita que achamos um vídeo onde foi gravado uma das apresentações dele no Brasil. Em seguida segue algumas músicas da setlist: 

Durango 95

I Don't Wanna Go Down To The Basement

Somebody Put Something in My Drink

Smash You

I Just Want To Have Something To Do

Better Than Me

Pretty Poison

Animal Boy

Blitzkrieg Bop

Entitled

I Fix This

Enjoy the Silence (cut)

HCNOAR: Você está divulgando o seu albúm Cellophane. Nos conta quem seria "Your Worst Enemy" nos dias de hoje, e porque você acha que o "Enjoy the Silence"? 

RICHIE: O seu pior inimigo é ficar duro por dentro. Algumas vezes você tem que ser duro e defender seus direitos, algumas pessoas ficam te empurrando e te falando o que fazer, esses são seus piores inimigos. E sobre Depeche Mode, eu gosto dessa música, gosto da mensagem, eu queria fazer isso uma coisa minha, com a guitarra e pesado, mas ainda dançável e acho que conseguimos fazer isso.

HCNOAR: Você tem uma música favorita? 

RICHIE: A música que eu mais gosto é Cellophane, por isso dei o nome ao álbum. Pode não agradar todo mundo, porque é uma música mais lenta, mas eu gosto. Cellophane é sobre os fãs, sobre estar em turnê, como os fãs te animam e te dão a energia para se apresentar novamente.

HCNOAR: Quais novas bandas você recomendaria os jovens escutarem? 

RICHIE: Tem muitas bandas, depende o tipo de música. Eu acho que vocês deveriam ouvir à todos os tipos de bandas e todos os diferentes tipos de música. De punk eu gosto de Teenage Bottlerocket, eles são uma das minhas bandas preferidas agora. Mas eu acho que escutar à todo tipo de música é importante, especialmente se você quer ser um músico. Você não tem que cantar todos os tipos de música, mas isso dá um conhecimento maior de história e música, acho que te deixa mais inteligente. Tem muitas bandas por aí e eu respeito todos que podem escrever músicas e tocar, porque não é fácil de escrever músicas, sabe. 

Richie Ramone (bateria/vocal) se apresentou com Ron Simmons (guitarra/vocal), Clare Misstake (baixo/vocal) e Ben Reagan (guitarra/bateria) pela América do Sul. Em excursão, também passará pela Colômbia, Argentina, Paraguai, Chile, Peru e Uruguai. 

Produção: Ricardo Nobrega 

Fotos por: Olivia Hublet / Zona Punk

Agradecimentos: Costábile Salzano / Rock'n'Roll Burger

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções